O filho do Seu Astolfo tinha que ir muito bem na escola

As regras naquela casa era muito rígidas

Publicado em 06/03/2016 às 06h20

O Seu Astolfo, chamado de Bordoada pelos amigos da torcida (pela forma carinhosa com que tratava os adversários), era um brutamontes de pavio curto, sempre pronto para explodir com quem estivesse por perto.

Naquela hora, ele estava digitando alguma coisa com muita dificuldade (as mãos não cabiam no teclado). Foi quando o Juninho chegou e, todo trêmulo, entregou o boletim.

Babando na gravata, Astolfo lê: “Matemática, 10; Ciências, 10; Geografia; 10; História, 10; Leitura, 8.”

Com olhão esbugalhado, já desceu o braço no moleque:

- Desgracento! Oito em Leitura, é? Oito!!?? Toma, seu bosta! No mês que vem você me traz um 10, ou eu te quebro de pancada!

Entre lágrimas e soluços, Juninho responde:

- Tá bom, pai. Eu vou me esforçar mais.”

Passa um mês e lá vem o garotinho de novo, quase rastejando, para entregar de novo o boletim para o paizão, que lê:

“Matemática, 10; Ciências, 10; Geografia; 10; História, 10; Leitura, 9.”

Astolfo solta um urro e dá um safanão no menino, que se esborracha contra a parede:

- Indo mal em Leitura de novo!? Ainda te mato!

No mês seguinte, de novo tudo nota dez, mas em Leitura, 9,5.

Pow! Porrada bem no meio da cara do garoto, que se estatela no chão.

- No mês que vem, ou vai ter 10 ou eu juro que te mato, preguiçoso!!!!

E passa mais um mês e o garotinho entrega de novo o boletim ao pai e desta vez se esconde atrás da mãe. Seu Astolfo confere lá: “Leitura, 9,7!”

Espumando, ele avança pra cima do menino, mas é cercado pela mãe, que grita:

- Caramba, Marido. Você precisa entender, pô, que não é muito fácil ler em Braile com mão de gancho!

...

 

Compartilhar

YanoneKaffeesatz|YanoneKaffeesatz fwR left|YanoneKaffeesatz fwR b05n bsd|sbww c10|c10|image-wrap|news login b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|login news b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|content-inner||